Cirurgia Bariátrica – Cuidados Essenciais

A cirurgia bariátrica exige de seus pacientes a adoção de uma série de medidas de curto e longo prazos, seja para readaptação do organismo como para a manutenção da redução do peso proporcionada pelo procedimento.

Para que a cirurgia seja um sucesso, o pós-operatório deve ser bem preparado e seguido de forma disciplinar pelo paciente. Respeitando:

Lista de Cuidados em uma cirurgia bariátrica

Últimas notícias sobre saúde

1 – Os primeiros momentos pós-operação

A maioria das cirurgias bariátricas atuais se utilizam da videolaparoscopia, garantindo ao paciente uma certa autonomia. Apesar de ser liberado ao paciente levantar, ir ao banheiro e se sentar, é necessário respeitar os primeiros momentos de recuperação, seguindo cuidadosamente a dieta líquida e avaliando o controle da dor através dos medicamentos.

2 – A dieta logo após a operação

Após os primeiros quinze dias após a cirurgia, os pacientes recebem uma orientação nutricional que tem por objetivo ajudar em sua recuperação, mas principalmente em proteger o organismo de possíveis problemas.

O primeiro mês é comumente chamado de tempo de recuperação e, após esse período, de reabilitação do paciente. Portanto, o ideal é manter um cuidado regrado com a dieta, mas evitar ficar muito tempo deitado, podendo fazer algumas caminhadas dentro ou ao redor da casa para garantir uma recuperação saudável.

3 – Atentar-se aos sinais de problemas

Alguns sintomas devem ser observados, principalmente nos primeiros dias após o procedimento, principalmente quando a dor que não melhora com a medicação simples, como paracetamol, casos de febre acima dos 38 graus, vômito persistente, edemas e inchaços, principalmente nos membros inferiores, e confusão mental e apatia insistentes.

As complicações e sinais de alerta podem significar uma série de coisas e, por isso, é importante identificá-los precocemente e estar em contato direto com o seu médico.

4 – Cuidar da reposição vitamínica

A maioria dos pacientes necessitam de uma reposição vitamínica após a cirurgia. Isso ocorre normalmente entre a 3ª e 4ª semana após a cirurgia, juntamente com a dieta mais pastosa.

A reposição vitamínica costuma ser feita com um complexo de vitaminas e complexo B e, para as mulheres, costuma-se adicionar cálcio e vitamina D. 

5 – O início das atividades física regulares

A longo prazo é extremamente importante que o paciente mantenha hábitos de vida saudáveis, praticando exercícios físicos de forma regular, além de se consultar com uma equipe multidisciplinar que possa acompanhar seu progresso. É importante sempre lembrar que a obesidade é uma doença crônica e progressiva que deve ser combatida ao longo de toda a vida.

5 – Manter-se na alimentação correta

Seguir de forma rigorosa as orientações alimentares é fundamental. O processo passa pela dieta líquida, depois pastosa, branda e só então volta-se à alimentação geral, sempre orientando a escolha de alimentos saudáveis e nutritivos.

Como os pacientes de cirurgia bariátrica reganham peso após o procedimento?

Há alguns anos, era inimaginável a ideia de um paciente recuperar o peso perdido após uma cirurgia bariátrica. Afinal, uma vez reduzido o estômago e intestino, o emagrecimento seria um processo permanente. Certo?

Errado. Atualmente, sabemos que isso não é verdade. O fato é que cerca de 15 a 30% dos pacientes apresentam um reganho significativo de peso. As principais causas? O não controle pós-operatório, tais como:

1 – Não seguir as orientações nutricionais

Isso pode ocorrer desde o início, porém, é mais comum após a evolução até a consistência normal. Quando o paciente sabe que já pode comer “de tudo”, em muitos casos acaba retomando hábitos responsáveis pela obesidade inicial.

2 – Falta de acompanhamento nutricional

Uma boa parte dos pacientes operados desiste da terapia nutricional após certo período. A falta de um profissional orientador costuma ocasionar em um desânimo com a alimentação saudável e retorno dos hábitos nocivos.

3 – A volta do hábito de beliscar

A maioria dos pacientes possui uma compulsão alimentar anterior à cirurgia. Como ela impede que o paciente ingira uma grande quantidade de alimentos, muitas vezes a compulsão por volume é substituída por um hábito de “beliscar”, o que pode, quando feito frequentemente e fora de hora, ajudar no reganho de peso.

4 – Consumo insuficiente de proteínas

O consumo proteico bem feito é fundamental para prevenir a perda de massa muscular, para o emagrecimento e também para auxiliar na saciedade.

5 – Volta ao sedentarismo

Como dito acima, a prática de atividade física regular é essencial para auxiliar no emagrecimento após a cirurgia bariátrica, uma vez que acelera o metabolismo e previne a perda de massa magra.

Por isso é importante lembrar que a cirurgia bariátrica não faz milagre e é fundamental encarar o procedimento como um primeiro passo para uma mudança de estilo de vida, exigindo que o paciente inclua e mantenha os bons hábitos alimentares, a prática de atividades física, o uso adequado de suplementações e o acompanhamento profissional.

Deixe um comentário