É Possível Hackear o Facebook?

É possível hackear o Facebook? Quem nunca quis dar uma olhadinha no Facebook alheio e descobrir alguma coisa que já desconfiava? Principalmente, os parceiros desconfiados de alguma traição ou os pais que querem monitorar os filhos. Aliás, é preciso ter cuidado na hora de bisbilhotar a conta de alguém para não usar isso de forma ilegal.

Por isso, nada de roubar dados de outras pessoas para espalhar informações falsas ou invadir a privacidade. Já em relação aos filhos menores, os pais têm todo o amparo legal.

Para hackear uma conta do Facebook é necessário paciência, discrição e inteligência para descobrir os dados de login do usuário. Por isso, em alguns casos se faz necessário o uso de espiões para captar esses dados.

Confira: Como criar conta no Kwai

É Possível Hackear o Facebook?

Para dar uma força nessa tarefa apresentamos algumas dicas. Mas é importante lembrar que é necessário ter cuidado e de preferência obter a ajuda de um profissional que saberá a forma correta de agir sem infringir as legislações vigentes.

Privacidade

Uma orientação sempre dada pela nossa agência é em relação à privacidade do investigado. Por isso, de maneira nenhuma mexa no telefone do investigado sem autorização.  Até porque a qualquer sinal de desconfiança, ele poderá formatar o telefone e deletar com qualquer aplicativo de monitoramento que esteja instalado.

O ideal é presentear o filho, pais ou parceiro com um aparelho celular que já tenha o aplicativo de monitoramento já instalado. Isso é uma maneira discreta de realizar e a pessoa também aceitou o presente já tendo o monitoramento.

Por isso, antes de realizar qualquer invasão ou monitoramento peça a ajuda de um detetive profissional.

Dados pessoais

Muitas vezes nem é tão difícil assim descobrir os dados de acesso de uma pessoa, principalmente se é uma pessoa do convívio íntimo. As pessoas costumam utilizar como senha os dados e informações pessoais. As informações mais usadas como senha de contas de rede social são:

  • Apelidos
  • Nomes e sobrenomes;
  • Número de celular;
  • Nome de animais de estimação;
  • Data de aniversário do próprio ou de pessoas próximas;
  • Nome de parentes ou filhos combinados com o dia do nascimento.
  • Combinação de nomes de pessoas próximas ou datas.

URL falsa

É possível capturar esses dados por meio de uma URL falsa e similar, como por exemplo, “site.facebook.com”. Ela terá a mesma página do Facebook e será possível ter acesso aos dados de login do usuário.

Infelizmente muitas pessoas têm perdido suas contas ao entrarem em links estranhos, pois eles têm sido usados por pessoas que desejam lesar o usuário de alguma forma.

Para criar essa URL são necessários conhecimentos de HTML, Script e PHP, além da compra de domínio. E depois é só enviar esse link para pessoa.

Lembrando que a legislação permite a utilização destes links a pena em casos de monitoramento dos filhos menores de idade.

Leia: Como traduzir do Inglês para o Português?

Aplicativo espião

Como já foi dito há alguns aplicativos que monitoram o aparelho celular do investigado e todas as informações são enviadas para outra pessoa.

O Detetive Silvio, por exemplo, possui o aplicativo Silvio espião que possibilita descobrir o que o investigado faz e tudo em tempo real. Esse aplicativo é compatível com os sistemas IOS e Android. Para isso, o aplicativo deve estar instalado no celular do investigado.

O monitoramento da conta do Facebook deve ser feito apenas nos casos de acompanhamento dos filhos ou outros familiares. Em alguns casos também é possível apenas monitorar se funcionários realizam o acesso a redes sociais durante o expediente de trabalho.

O hackeamento das redes sociais costuma ser necessário quando há desconfianças sobre o comportamento de um parceiro, filhos, familiares e até funcionários.

Mas tenha cuidado, monitorar as contas de pessoas que não são do convívio familiar é completamente ilegal e criminoso. Isso porque a quebra do sigilo de uma pessoa só pode ser feita mediante autorização judicial. Até mesmo em relação aos parceiros é necessário que haja autorização pela outra parte.

Por isso, é importante ter cuidado para não violar as regras do Facebook e causar algum comprometimento às pessoas violando suas informações pessoais. Nenhum profissional compactua com essa ilegalidade.

Como já foi dito, se você possui alguma desconfiança quanto ao comportamento de alguma pessoa e deseja hackear o Facebook, tenha cuidado. Antes de realizar qualquer uma dessas dicas, busque a ajuda de um detetive profissional.

Ele terá a orientação correta e te ajudará a realizar esse monitoramento de forma que não lhe comprometa perante a justiça. O DetetiveSilvio tem ampla experiência nessa área de atuação e sempre dentro dos limites da legislação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *